Joana Amorim Autora

sábado, 22 de abril de 2017


Temo não ser amada como mereço
Temo não acreditar mais nesse sentimento
Só não temo a dor
Que me ajuda a sentir o mal e diferenciá-lo do bem
Sou como um anjo sem asas
Perdido nesse mundo imundo e vazio
Onde as pessoas não se amam como deveriam
Não se defendem e nem se encantam mais umas com as outras
Como posso viver assim?

Rio, 22 de abril de 2017, Sábado.



Nenhum comentário:

Postar um comentário